Notícias

Cruzeiro e Atlético se reencontram na Copa do Brasil em disputa por vaga na semifinal 

Por Agência Estado , 11/07/2019 às 11:06
atualizado em: 11/07/2019 às 11:26

Texto:

Foto: Montagem Itatiaia com fotos de Atlético e Cruzeiro
Montagem Itatiaia com fotos de Atlético e Cruzeiro

Cinco anos após decidir uma Copa do Brasil, os rivais Cruzeiro e Atlético voltam a se enfrentar pela competição nacional nesta quinta-feira, no Mineirão, pelo confronto de ida das quartas de final, a partir das 20 horas. Dessa vez, porém, o duelo vale a tentativa de minimizar uma crise de um lado e a busca pela afirmação do outro.

Acompanhe, a partir das 19h, a Jornada Esportiva da Itatiaia, com o 1º Time do Rádio. Narração de Mário Henrique (1º tempo) e Alberto Rodrigues (2º tempo), comentários de Cadu Doné e Junior Brasil e reportagens de Samuel Venâncio, Cláudio Rezende, Emerson Pancieri e Thiago Reis. A ancoragem será de Álvaro Damião.

Em 2014, foi o Atlético quem se deu melhor, conquistando o seu único título da Copa do Brasil com triunfos por 2 a 0 e 1 a 0. Depois disso, os times duelaram em outros quatro mata-matas, todos pelo Campeonato Mineiro: os alvinegros triunfaram em 2015 e 2017 e os celestes ganharam os confrontos em 2018 e neste ano.

Mas agora, como há cinco anos, os confrontos são considerados ainda mais importantes, pois deverão ser determinantes para a sequência da temporada de ambos, mesmo que ainda estejam envolvidos no Campeonato Brasileiro e também em torneios continentais, pois trará tranquilidade e confiança para quem avançar e pressão ao eliminado. 

Embora tenha levado o título estadual no último clássico, o reencontro entre os rivais se dá em um cenário de pressão sobre o Cruzeiro. Afinal, o clube passa por crise administrativa, sendo alvo de investigações por supostas irregularidades cometidas pelos seus dirigentes, a ponto de o vice-presidente de futebol Itair Machado ter sido afastado na última quarta-feira (10) pela Justiça. 

Para tornar o cenário ainda mais complicado, o time não tem respondido em campo, tanto que está na zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro, só tendo vencido três dos 13 compromissos que disputou após a conquista estadual. E os graves problemas financeiros levaram o clube a negociar nas últimas semanas dois jogadores considerados promissores, o zagueiro Murilo e o atacante Raniel. Além disso, o volante Lucas Silva não teve o contrato de empréstimo renovado. 

Vinnicius Silva/Cruzeiro

O Cruzeiro também tem desfalques para encarar o Atlético, pois os laterais-direitos Edílson e Orejuela estão lesionados, o que forçará o técnico Mano Menezes a improvisar o volante Lucas Romero na posição. E também não poderá usar o meia Rodriguinho, que passará por cirurgia na região lombar. Já Fred, sua principal esperança de gols, está em jejum de nove partidas. 

Mas o time confia no apoio vindo das arquibancadas, tanto que membros de uma torcida organizada foram ao CT do clube manifestar apoio na véspera do clássico. E a expectativa é para que o Mineirão receba mais de 50 mil torcedores nesta quinta-feira. 

"Estamos, pelo menos os cruzeirenses, todos unidos. Acho que a gente tem condição de fazer isso mesmo. A equipe precisa desse carinho, dessa força. Sempre que o Cruzeiro consegue atingir essa empatia, esse sentimento de união, ele se torna mais forte, e os adversários sentem isso", disse Mano. 

Do lado atleticano, não há esse clima de pressão, mas a necessidade de afirmação. O time vem fazendo uma temporada irregular, tanto que caiu na final do Mineiro e também na fase de grupos da Copa Libertadores. E agora está em seu segundo técnico em 2019 - inicialmente interino, Rodrigo Santana foi efetivado durante a intertemporada. 

Santana, aliás, resolveu apostar na continuidade. Embora o clube tenha se reforçado nas últimas semanas com o volante paraguaio Ramón Martínez e o lateral uruguaio Lucas Hernández, além de contar com o retorno do meia venezuelano Otero, que estava nos Emirados Árabes Unidos, nenhum deles será titular nesta quinta-feira. 

Mais do que isso, o treinador decidiu apostar na formação que foi para a pausa do Brasileirão em quinto lugar. Assim, a única novidade será o volante José Welison, que ocupará a vaga de Adílson, liberado para solucionar problemas particulares. E Alerrandro seguirá no comando do ataque, em detrimento de Ricardo Oliveira, assim como Patric foi mantido na lateral direita, mesmo com a volta de Guga da seleção brasileira olímpica. 

Mas a expectativa é para que Otero seja acionado durante o clássico. E ele resumiu a importância do confronto para os times "Eu acho que é um jogo a parte. Belo Horizonte para pra assistir o jogo. É um jogo que é a morte, com todo respeito. Vamos jogar nosso futebol, fazer o nosso trabalho, respeitando o time rival, mas é um jogo muito diferente dos outros", disse o venezuelano.

Bruno Cantini / Atletico

Ficha técnica

Cruzeiro x Atlético

Cruzeiro: Fábio; Lucas Romero, Dedé, Léo e Egídio; Henrique, Ariel Cabral, Robinho, Thiago Neves e Marquinhos Gabriel; Fred. Técnico: Mano Menezes

Atlético: Victor; Patric, Réver, Igor Rabello e Fábio Santos; Zé Welison, Elias, Luan, Cazares e Chará; Alerrandro. Técnico: Rodrigo Santana

Motivo: jogo de ida – quartas de final da Copa do Brasil

Data: 11 de julho de 2019, quinta-feira, às 20h

Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte (MG)

Árbitro: Raphael Claus (SP)

Auxiliares: Marcelo Carvalho Van Gasse (SP) e Danilo Ricardo Simon Manis (SP)

VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (SP)

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    'Eu estou levando minha revolta para um lado de injustiça, eu preciso de uma resposta. Eu guardei tudo no quarto do bebê. Essa dor parece que não vai passar', completa.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O caso foi revelado em primeira mão pela rádio Itatiaia e repercute nacionalmente.

    Acessar Link