Notícias

Governos anunciam aliança para a recuperação de Brumadinho após rompimento de barragem

Por Redação, 14/06/2019 às 14:25
atualizado em: 14/06/2019 às 16:42

Texto:

Ouça na Íntegra
00:00 00:00

Representantes dos executivos estudual, municipal e federal se reuniram na manhã desta sexta-feira em Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, para o lançamento de medidas para a recuperação da cidade após o rompimento da barragem da Vale em janeiro. O projeto, chamado Aliança por Brumadinho, inclui ações nas áreas de desenvolvimento social, educação, saúde, cultura, esporte, infraestrutura, meio ambiente e segurança pública.

Estiveram presentes no evento o ministro da Cidadania, Osmar Terra, o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, os prefeitos de Brumadinho, Avimar Barcelos (PV), o de Mariana, Duarte Júnior (PPS) e o de Barão de Cocais, Décio Geraldo dos Santos (PV). A secretária de educação de Minas, Julia Sanatana, representou o governador Romeu Zema. A primeira-dama do Brasil, Michelle Bolsonaro, confirmou presença no lançamento, mas passou mal e não compareceu. 

 Foram anunciadas a ampliação do hospital municipal e parceria com a rede Pitágoras como incentivo na área da educação. Outras empresas e entidades do setor privado também atuarão na aliança através de parcerias.

SuperAção

O Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) também apresentou o projeto SuperAção Brumadinho, com assistência técnica, gerencial e de ações sociais para atender, por dois anos, cerca de 790 famílias da área rural de Brumadinho. As famílias atendidas pelo Senar estão incluídas no cadastro único de programas sociais do governo, em situação de extrema pobreza com renda mensal de R$ 89 a R$ 178 por familiar.

O Senar realizará ações voltadas para a saúde preventiva e capacitará profissionais para o trabalho no campo, como criação de pequenos animais, horticultura, fruticultura, apicultura, pedreiro, carpinteiro, eletricista rural, entre outros, além de atividades como produção de artesanatos em tecidos, sementes e cascas, produção artesanal de alimentos e doces.

Os beneficiados serão divididos em grupos de acordo com a aptidão agropecuária. Os técnicos do Senar farão as visitas bimestrais para acompanhar a evolução dos produtores e seus resultados em todas as etapas. 

Em contrapartida, o Ministério da Cidadania destinará R$ 2.400 por projeto, valor dividido em duas parcelas. O beneficiado realizará o saque pelo cartão do Programa Bolsa Família na medida em que o recurso for liberado.

No projeto SuperAção Brumadinho, após o diagnóstico socioeconômico e ambiental, serão definidas ações de capacitação e assistência técnica e gerencial. Em seguida, os produtores serão mobilizados e terão um acompanhamento da evolução. 

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    'Eu estou levando minha revolta para um lado de injustiça, eu preciso de uma resposta. Eu guardei tudo no quarto do bebê. Essa dor parece que não vai passar', completa.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O caso foi revelado em primeira mão pela rádio Itatiaia e repercute nacionalmente.

    Acessar Link