Notícias

Mano pede união com torcida para crise na gestão não afetar Cruzeiro em campo

Por Agência Estado, 10/07/2019 às 20:52
atualizado em: 11/07/2019 às 10:42

Texto:

Foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro E.C.
Vinnicius Silva/Cruzeiro E.C.

Em crise administrativa, a ponto de o vice-presidente de futebol Itair Machado ter sido afastado pela Justiça, o Cruzeiro também precisa se recuperar dentro de campo, pois está na zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro e só venceu três dos 13 jogos que disputou após ser campeão estadual. Para o técnico Mano Menezes, a união entre torcida e elenco pode ser determinante para o time reagir. 

Esse cenário desejado por Mano começou a se consolidar nos últimos dias. Afinal, nesta quinta-feira, quando o Cruzeiro vai enfrentar o Atlético no duelo de ida das quartas de final da Copa do Brasil, o Mineirão, deverá receber mais de 50 mil torcedores. E um grupo deles foi à Toca da Raposa II manifestar apoio ao elenco na véspera do clássico. 

"Somos o Cruzeiro! Nós, junto com o torcedor, temos que ir para o campo e mostrar a capacidade e a grandeza do clube e a grandeza desse grupo, que vem conquistando títulos junto. Não temos problemas de nada. O Cruzeiro vai estar forte na disputa contra o Atlético nestas quartas de final", afirmou Mano, em entrevista coletiva.

O duelo com o Atlético será disputado após cerca de um mês de pausa nas competições de clubes. Por isso, Mano avaliou ser difícil fazer uma previsão sobre como o Cruzeiro vai se apresentar após esse período sem atuar. 

"Vejo isso como o maior dilema de todas as equipes que vão voltar a jogar. Você não tem o parâmetro de competitividade. Vivenciamos esse jogo parecido ano passado. Havíamos vencido o Atlético-PR antes da parada da Copa do Mundo, fizemos uma vantagem lá (em Curitiba). E o jogo no Mineirão foi mais arrastado, com dificuldades das duas equipes para impor um jogo mais forte que, quando você está em competição, é mais natural, característico de mata-mata. É isso que temos que resolver, nos prepararmos bem, para fazermos aquilo que precisa ser feito como mandante", opinou. 

O Cruzeiro também tem desfalques para encarar o Atlético, pois os laterais-direitos Edílson e Orejuela estão lesionados, o que forçará o técnico Mano Menezes a improvisar o volante Lucas Romero na posição. E também não poderá usar o meia Rodriguinho, que passará por cirurgia na região lombar.

Assim, o time deve encarar o Atlético com a seguinte formação: Fábio; Lucas Romero, Dedé, Léo e Egídio; Henrique, Ariel Cabral, Robinho, Thiago Neves e Marquinhos Gabriel; Fred.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    'Eu estou levando minha revolta para um lado de injustiça, eu preciso de uma resposta. Eu guardei tudo no quarto do bebê. Essa dor parece que não vai passar', completa.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O caso foi revelado em primeira mão pela rádio Itatiaia e repercute nacionalmente.

    Acessar Link