Notícias

Adriano Gabiru decide clássico que comemorou os 40 anos do Mineirão

Por Alexandre Simões, 15/10/2020 às 12:45
atualizado em: 15/10/2020 às 12:50

Texto:

Foto: Reprodução/ SportTv
Reprodução/ SportTv

Cruzeiro e Atlético jogam pela 32ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro. Com mais de um mês de atraso, pois a data exata é 5 de setembro, são comemorados os 40 anos do Mineirão, com um jogo festivo bancado pelo Governo do Estado.

A Raposa fazia uma campanha ruim no Brasileirão. O Galo, brigava contra um rebaixamento que acabou acontecendo. E num confronto de baixo nível técnico, os cruzeirenses acabaram aumentando o desespero dos rivais fazendo 1 a 0.

O gol da vitória foi marcado pelo meia Adriano Gabiru, aos 40 minutos do primeiro tempo. Pouco mais de um ano depois, ele entraria para a história por marcar o gol do título mundial do Internacional, numa decisão contra o Barcelona, da Espanha.

A FICHA DO JOGO
CRUZEIRO
1
Fábio; Jonathan, Marcelo Batatais, Moisés e Wagner; Marabá, Maldonado (Diogo), Adriano e Kelly (Leandro Silva); Diego (Wando) e Alecsandro. Técnico: Paulo César Gusmão
ATLÉTICO 0
Bruno; Cáceres, Marquinhos, Lima e Rubens Cardoso; Edílson (Luiz Mário depois Ramón), Walker, Rafael Miranda e Uéslei; Marques e Catanha (Rodrigo Fabri). Técnico: Marco Aurélio
DATA: 16 de outubro de 2005
LOCAL: Mineirão
MOTIVO: Campeonato Brasileiro
GOL: Adriano, aos 40 minutos do primeiro tempo
ARBITRAGEM: Djalma Beltrame, auxiliado por Carlos Henrique Lima e Eurivaldo Lima, todos do Rio de Janeiro
CARTÃO AMARELO: Maldonado, Diogo, Kelly, Adriano e Jonathan (Cruzeiro); Rafael Miranda, Henrique, Walker e Marques (Atlético)
PÚBLICO: 42.476
RENDA: R$ 374.092,50

MAIS HISTÓRIA

OUTRO JOGO: Atlético e Cruzeiro disputam a segunda partida da decisão da primeira fase do Campeonato Mineiro de 1983, valendo um ponto extra no octogonal decisivo da competição.
O Galo já tinha vencido a primeira partida, quatro dias antes, e confirma o título da etapa, e o ponto extra na fase final, aplicando sua maior goleada sobre o rival na história do Mineirão, depois igualada no jogo de ida da decisão do Estadual de 2007, no famoso clássico do “Gol de Costas”.

Com dois gols de Éder de bola parada, um de falta, o outro de pênalti, e com Reinaldo e Renato Queirós também balançando a rede cruzeirense, o Atlético faz 4 a 0.

O treinador cruzeirense na época, Orlando Fantoni, teve um problema de saúde no dia anterior ao jogo e precisou ser internado. A Raposa foi comandada pelo atual supervisor cruzeirense, Benecy Queiroz.

A FICHA DO JOGO
ATLÉTICO
4
João Leite; Nena, Fred, Luizinho e Jorge Valença; Heleno, Toninho e Paulinho Kiss; Catatau, Reinaldo (Renato Queirós) e Éder (Rômulo). Técnico: Mussula
CRUZEIRO 0
Vitor; Alvez, Zezinho Figueroa, Ailton e Ademar; Douglas, Orlando (Geraldinho) e Eduardo; Carlinhos Sabiá (Paulinho Batistote), Carlos Alberto Seixas e Tostão II. Técnico: Benecy Queiroz
DATA: 16 de outubro de 1983
LOCAL: Mineirão
MOTIVO: Campeonato Mineiro
GOLS: Reinaldo, aos 30 minutos do primeiro tempo; Éder, aos 14, Renato Queirós, aos 20, e Éder, aos 29 minutos do segundo tempo
ARBITRAGEM: Marcus Santos, auxiliado por Raimundo Divino e Gérson Apolinário
PÚBLICO: 26.588
RENDA: Cr$ 23.362.600,00

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Mandados de busca e apreensão estão sendo cumpridos pela Polícia Federal em Caratinga e Tarumirim, no Vale do Rio Doce. #Itatiaia

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Prefeito de Belo Horizonte também respondeu se poderia ser candidato à Presidência. #Itatiaia

    Acessar Link