Notícias

Atlético faz a festa pelo título mineiro de 1947 em cima do Cruzeiro

Por Alexandre Simões, 19/10/2020 às 14:01
atualizado em: 19/10/2020 às 14:14

Texto:

Foto: Atlético/ Arquivo
Atlético/ Arquivo

Lucas Miranda, autor de um dos gols da partida

O Atlético já era campeão mineiro de 1947 por antecipação, mas os dois rivais tinham o clássico entre eles para ser disputado, no Estádio Antônio Carlos, na última partida de ambos na competição.

O Cruzeiro escalou o atacante Laerte, de forma irregular, e já entrou em campo com os pontos perdidos. Mas nem precisava, pois o Atlético fez 3 a 1 e teve uma comemoração completa pelo quinta bicampeonato em sequência da sua história.

A FICHA DO JOGO
ATLÉTICO
3
Kafunga; Murilo Silva e Afonso; Mexicano, Zé do Monte e Carango; Lucas Miranda, Xavier, Carlyle, Gabardo e Nívio. Técnico: Félix Magno
CRUZEIRO 1
Geraldo II; Duque e Bené; Adelino, Ceci e Caxambú; Nonô; Laerte, Abelardo, Alvinho e Milton. Técnico: Fú Manchu
DATA: 19 de outubro de 1947
LOCAL: Estádio Antônio Carlos (Lourdes)
MOTIVO: Campeonato Mineiro
GOLS: Lucas Miranda, aos 14, e Gabardo, aos 27 minutos do primeiro tempo; Abelardo, a 1, e Nívio, aos 15 minutos do segundo tempo
ARBITRAGEM: Francisco Trindade
CARTÃO VERMELHO: Zé do Monte (Atlético); Laerte (Cruzeiro)
RENDA: Cr$ 22.235,00

MAIS HISTÓRIA
OUTRO
JOGO: Palestra Itália (Cruzeiro) e Atlético fazem um clássico praticamente amistoso pelo Campeonato Mineiro de 1941, pois os dois clubes se enfrentaram já classificados para a terceira fase. Para os palestrinos, a vitória por 1 a 0, foi uma espécie de vingança pela derrota por 2 a 1 no primeiro jogo entre os rivais pela competição, em Lourdes.

A FICHA DO JOGO
PALESTRA
ITÁLIA
Geraldo I; Bibi e Azevedo; Bituca, Juca e Caieirinha; Nogueirinha, Nélson, Zezé, Carazzo e Alcides. Técnico: Bengala
ATLÉTICO 0
Kafunga; Ramos e Evando; Cafifa, Alcindo e Bigode; Edgard, Euclides, Bahiano, Tião e Resende. Técnico: Said Paulo Arges
DATA: 19 de outubro de 1941
LOCAL: Estádio do Barro Preto
MOTIVO: Campeonato Mineiro
GOL: Carazzo, aos 31 minutos do segundo tempo
ARBITRAGEM: Fioravante Dângelo (RJ)
RENDA: 16:000$000

OUTRO JOGO: Na sua caminhada para o título do Campeonato Mineiro de 1950, o Atlético vence o Cruzeiro pela segunda vez, agora em casa, em Lourdes. 

A FICHA DO JOGO
ATLÉTICO
2
Mão de Onça; Juca e Osvaldo; Moreno, Afonso e Haroldo; Lucas Miranda, Lauro, Ubaldo Miranda, Alvinho e Nívio. Técnico: Ricardo Diez
CRUZEIRO 1
Sinval; Duque e Bené; Bibi, Vicente e Ceci; Nonô, Guerino, Nonô II, Paulo Florêncio e Sabu. Técnico: Souza
DATA: 19 de outubro de 1950
LOCAL: Estádio Antônio Carlos (Lourdes)
MOTIVO: Campeonato Mineiro
GOLS: Alvinho, aos 10, e Guerino, aos 45 minutos do primeiro tempo; Lauro, aos 14 minutos do segundo tempo
ARBITRAGEM: Mundico, auxiliado por João Félix Júnior e Francisco Melo
RENDA: R$ 36.000,00

OUTRO JOGO: O clássico é disputado pela 30ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro. O Cruzeiro sonhava com o título e o Atlético em fugir do rebaixamento. A Raposa faz 2 a 0 e assume a vice-liderança da competição. Os gols são de duas pratas da casa, o lateral Jonathan e o atacante Guilherme. Pelo volume de jogo, o time do técnico Adilson Batista poderia ter vencido por um placar maior. Foi o oitavo clássico seguido sem vitória atleticana, com sete triunfos cruzeirenses e um empate.

A FICHA DO JOGO
ATLÉTICO
0
Juninho; Sheslon, Leandro Almeida, Vinícius e Denílson (Rafael Aguiar); Élton (Tchô), Serginho, Márcio Araújo e Renan Oliveira; Marques (Pedro Paulo) e Castillo. Técnico: Marcelo Oliveira
CRUZEIRO 2
Fábio; Jonathan, Léo Fortunato, Thiago Heleno e Carlinhos; Marquinhos Paraná, Henrique (Elicarlos), Ramires e Fernandinho (Wagner); Thiago Ribeiro (Camilo) e Guilherme. Técnico: Adilson Batista
DATA: 19 de outubro de 2008
LOCAL: Mineirão
MOTIVO: Campeonato Brasileiro
GOLS: Jonathan, aos 42 minutos do primeiro tempo; Guilherme, aos 45 minutos do segundo tempo
ARBITRAGEM: Wagner Tardelli (SC), auxiliado por Alessandro Matos (BA) e Milton Otaviano (RN)
CARTÃO AMARELO: Márcio Araújo, Vinícius e Juninho (Atlético); Guilherme (Cruzeiro)
PÚBLICO: 52.884
RENDA: R$ 1.008.651,50

NASCIMENTO: Em Siderópolis (SC), em 1966, nasce Daniel Frasson, volante que defendeu o Atlético por poucos meses em 1995, mas o suficiente para colocar seu nome na história do clássico.

Em 4 de junho de 1995, o Galo garantiu o título mineiro da temporada, por antecipação, fazendo 3 a 1 no Cruzeiro, no Mineirão, pela última rodada do segundo turno. Vencendo, seria campeão estadual de forma direta, pois já tinha faturado também o primeiro turno.

E o Atlético fez 3 a 1, com o primeiro gol sendo marcado por Daniel Frasson, aos 3 minutos do segundo tempo. Renaldo marcou duas vezes, e Marcelo Ramos descontou para o Cruzeiro, que terminou aquele Estadual na terceira colocação, pois o América, que dependia de tropeço do Galo no clássico para ter chance de ganhar o segundo turno, foi vice-campeão.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Estado chega ao total de 424.155 diagnósticos da doença e 10.121 óbitos em decorrência da covid. #Itatiaia

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Atriz teve febre e dor de cabeça e recebe o tratamento em casa. #Itatiaia

    Acessar Link