Notícias

Polícia prende suspeitos de maus-tratos em clínica de recuperação para dependentes químicos em Minas

Por Redação , 19/10/2020 às 11:50
atualizado em: 19/10/2020 às 18:32

Texto:

Foto: Reprodução/Redes Sociais
Reprodução/Redes Sociais

A Polícia Civil prendeu oito pessoas na manhã desta segunda-feira em uma operação desencadeada em Prudente de Morais, na região Central de Minas, para investigar denúncias de maus-tratos na clínica de recuperação Novo Caminho.

Entre os presos está o dono da clínica, um falso terapeuta e outros funcionários, inclusive internos, que prestavam serviços para o estabelecimento.

De acordo com a Polícia Civil, 32 dependentes químicos que estavam em processo de reabilitação eram confinados em duas celas e raramente tinham permissão para sair delas. Dois deles precisaram de atendimento médico. Eles eram submetidos a sedação compulsória quando os responsáveis pela clínica achavam necessário, a banhos frios, ficavam sem se alimentar e tinham má higienização. 

A clínica era clandestina, estava em situação irregular e foi fechada.

Os presos foram levados para a Delegacia de Polícia Civil de Matozinhos, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Eles podem responder por maus-tratos, cárcere privado e falsidade ideológica.

Leia na íntegra a nota da Prefeitura de Prudente de Morais:

Em 22 de maio do corrente ano a empresa denominada Centro De Reabilitação Novo Caminho Ltda deu entrada nesta Prefeitura com pedido de alvará de localização e funcionamento, pedido, este, indeferido pela fiscalização integrada, haja visto que a referida empresa deixou de apresentar o Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB), documento indispensável e obrigatório para dar prosseguimento ao processo.

Na presente data, às 8hs, a fiscalização integrada foi acionada pela Polícia Civil para visitar o local onde funcionaria o Centro de Reabilitação. Verificando-se atividades supostamente irregulares, a polícia conduziu os possíveis responsáveis à delegacia com a realização da interdição imediata do estabelecimento conforme legislação vigente.

Diante do ocorrido, e sem que fosse nomeado um interventor pela Justiça, a Secretaria Municipal de Assistência Social foi acionada para providenciar atendimento imediato a todos os internos, fornecendo-lhes alimentação, recurso telefônico para contato com seus familiares e transporte para suas cidades de origem.

Em tempo, ressaltamos que o Município de Prudente de Morais repudia todo e qualquer tipo de maus tratos, se posicionando terminantemente contrário às condições sub-humanas verificadas no local da ocorrência, e lamenta profundamente que tal prática tenha ocorrido em seu território. Ademais, a Administração Pública Municipal sempre prezou pelos princípios da dignidade humana e se coloca à disposição das investigações se necessário, colaborando com a Justiça do Estado de Minas Gerais.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Apenas as UAI, a TV Minas e os museus do estado terão que funcionar. #Itatiaia

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Prefeito de Belo Horizonte foi questionado sobre o assunto em entrevista à GloboNews. #Itatiaia

    Acessar Link